Carteira de Investimentos do Espírito Santo supera R$ 53 bilhões

Publicada em 08/05/2018 - 17:21


Os investimentos públicos e privados anunciados para o Espírito Santo no período 2017-2022 somam R$ 53,9 bilhões e estão distribuídos em 467 projetos que abrangem 70 municípios capixabas. O levantamento foi elaborado pelo Instituto Jones dos Santos Neves (IJSN) em parceria com a Secretaria de Estado de Desenvolvimento (Sedes), considerando apenas investimentos com valor superior a R$ 1 milhão.

A Indústria é o setor que apresenta o maior investimento anunciado. São R$ 52,3 bilhões que correspondem a 97,1% do total no Estado. Esse montante está distribuído em 384 projetos. O setor de Comércio, Serviços e Administração Pública participa com R$ 1,5 bilhão, distribuído em 82 projetos e representa 2,8% dos investimentos anunciados para o período 2017-2022. Esse grande setor corresponde à soma de dez setores, nos quais encontram-se investimentos em saúde, educação, alojamento e alimentação, administração pública, atividades imobiliárias, comércio e lazer, entre outros. A Agropecuária está representada por um projeto, que corresponde à construção de um terminal portuário para atender à demanda do setor de pesca no município de Itapemirim. O valor total do investimento é de R$ 40,8 milhões.

“Assistimos com entusiasmo a retomada de projetos estratégicos para o Estado. Isso fortalece a cadeia produtiva, gera mais empregos e aumenta a arrecadação. Após períodos de retração, temos uma evolução considerável no volume de investimentos privados, mas também públicos. No horizonte dos próximos 5 anos, R$ 5 bilhões são de investimentos do Governo do Estado, afirmou a diretora-presidente do Instituto Jones dos Neves, Gabriela Lacerda.”

O secretário de Estado de Desenvolvimento, José Eduardo Azevedo, também destacou a importância dos investimentos feitos para a atração de novos negócios e o desenvolvimento do Espírito Santo. "Essa é uma carteira de investimentos relevante, sobretudo quando avaliamos o tamanho do nosso estado e da nossa população, e mostra que está havendo uma retomada da economia. Outro ponto que chama a atenção nessa carteira são os investimentos em infraestrutura e logística, que impactam positivamente todos os setores produtivos", pontuou.

 



 

Construção

O setor Construção representa a maior parcela dos investimentos contidos na Indústria e somam cerca de R$ 30,7 bilhões em investimentos anunciados no Estado. São 306 projetos, alcançando um valor médio por projeto de R$ 100,2 milhões. Neste setor estão alocados os principais investimentos na logística capixaba, que correspondem à implantação e à modernização de rodovias estaduais e federais no Estado, terminais portuários e aeroportuários, projetos de saneamento urbano, além dos investimentos em condomínios comerciais e residenciais.

Origem do capital

Mais de 44% da origem do capital dos investimentos anunciados para o período 2017-2022 são do setor privado nacional. Quase 24% são de capital estrangeiro, 10,2% são do setor público e 21,3% são investimentos com capital misto.

Investimentos por microrregião

A microrregião Litoral Sul lidera o ranking e possui investimentos previstos na ordem de R$ 25,2 bilhões, distribuídos em 45 projetos relacionados à infraestrutura produtiva, como atividades petrolíferas, atividades portuárias, infraestrutura rodoviária, geração e transmissão de energia elétrica e transporte ferroviário. Em segundo lugar está a Região Metropolitana com R$ 13,6 bilhões em investimentos e 181 projetos. 

Retomada dos investimentos

A Carteira de Investimentos 2017-2022 elaborada pelo Instituto Jones dos Santos Neves apresenta evolução de 2,7% no volume de investimentos, se comparada ao período anterior. Os resultados demonstram um processo de maturação da carteira, com a entrada de R$ 5,8 bilhões em novos empreendimentos para o período e a conclusão, em 2017, de projetos na ordem de R$ 4,4 bilhões.


Fonte: IJSN - Instituto Jones dos Santos Neves